Rude Cruz


(The Old Rugged Cross)

Autor: George Bennard - 1913
Tradução: Finis Alma R. Morgan

"Certamente a palavra da cruz é loucura ... " – I Coríntios 1.18

Rude cruz se erigiu, dela o dia fugiu,
Como emblema de vergonha e dor.
Mas, eu amo essa cruz, porque nela Jesus
Deu a vida por mim, pecador.

Sim, eu amo a mensagem da cruz,
Té morrer eu a vou proclamar;
Levarei eu também minha cruz,
Té por uma coroa trocar.

Desde a glória dos céus, o Cordeiro de Deus
Ao Calvário humilhante baixou;
Tem a cruz para mim atrativos sem fim,
Porque nela Jesus me salvou.

Lá na cruz padeceu, desprezado morreu
Meu Jesus, para dar-me o perdão;
Dela agora provém para mim todo o bem;
Tenho nela real salvação.

Eu aqui com Jesus, a vergonha da cruz
Quero sempre levar e sofrer;
Quando Cristo voltar, para aqui me buscar,
Sua glória eu irei receber.

So I’ll cherish the old rugged cross,
Till my trophies at last I lay down;
I will cling to the old rugged cross,
And exchange it some day for a crown!

Kaytha Marcelino © 2013 - Todos os direitos reservados
Fechar

A música cristã contemporânea ganha mais um nome em seu "cast" de adoradores!

A cantora Kaytha Marcelino surge como uma promessa no mundo da música gospel. Seu nome ainda não é muito conhecido no meio musical evangélico, mas embora tenha passado por importantes ministérios, seu chamado para o Louvor foi confirmado quando atuou no ENGLISH WORSHIP SERVICE, da Igreja Batista da Lagoinha , onde congregou um tempo atrás. A partir daí, tem-se envolvido neste ministério, para o qual tem buscado aprimoramento, procurando dedicar-se a servir o Senhor na área de Louvor e Adoração.

Em seu primeiro trabalho, a cantora traz ao público hinos especialmente selecionados para se ouvir em momentos de quietude. São hinos tradicionais , mundialmente conhecidos e cantados nos cultos de todas as denominações evangélicas e protestantes, com letras cujas mensagens convidam à reflexão e conduzem a um clima de paz.